@conecta_news

Covid-19: Brasil teve 33,9 mil novos casos e 143 mortes em 24 horas

O Brasil registrou, em 24 horas, um total de 33.910 novos casos de covid-19.

No mesmo período, foram confirmadas 143 mortes em decorrência do vírus, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Saúde, com base em dados enviados pelas secretarias estaduais e municipais de saúde.

O número total de casos confirmados da doença, desde o início da pandemia, é de 30.880.512, e o de óbitos chegou a 666.180.

Ainda segundo o boletim, 29.917.271 pessoas se recuperaram da doença e 297.061 casos estão em acompanhamento.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil

 

O boletim ainda informa que há 3.271 óbitos por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em investigação, casos em que pode ser confirmada a morte por covid-19 posteriormente.

Estados

Em número de infecções, São Paulo lidera entre os estados com mais de 5,4 milhões de casos, seguido por Minas Gerais (3,39 milhões), Paraná (2,50 milhões), Rio Grande do Sul (2,41 milhões) e Rio de Janeiro (2,18 milhões).

Entre as mortes por covid-19, o estado de São Paulo com 169.118 casos, seguido por Rio de Janeiro (73.791), Minas Gerais (61.533), Paraná (43.289) e Rio Grande do Sul (39.490).

O menor número de mortes foi registrado no Acre (2.002), Amapá (2.133), Roraima (2.152) e Tocantins (4.157).

O estado do Mato Grosso do Sul não enviou dados para o balanço desta quinta.

Vacinação

A página do Ministério da Saúde que atualiza os dados da vacinação informa que já aplicadas 433,1 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 desde o início da campanha, sendo 176,8 milhões com a primeira dose e 158,7 milhões com a segunda dose.

A dose única da vacina da Janssen foi aplicada em 4,8 milhões de pessoas.

Outras 84,9 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose de reforço e 3,9 milhões de habitantes receberam o segundo reforço.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é