@conecta_news

Kremlin diz que Ocidente é culpado pela crise de grãos na Ucrânia

O Kremlin disse nesta quinta-feira que o Ocidente é o único culpado por uma crise de alimentos devido a problemas para levar os grãos da Ucrânia aos mercados mundiais, e exigiu que os Estados Unidos e seus aliados descartem o que classificou como sanções ilegais.

Além das mortes e devastações semeadas pela invasão da Ucrânia pela Rússia, a guerra e a tentativa do Ocidente de isolar a Rússia como punição fizeram disparar o preço dos grãos, óleo de cozinha, fertilizantes e energia, prejudicando o crescimento global.

A Organização das Nações Unidas, que diz que a crise alimentar global está se aprofundando, está tentando negociar um acordo para desbloquear as exportações de grãos da Ucrânia, embora os líderes ocidentais tenham culpado a Rússia por manter o mundo como refém ao bloquear os portos ucranianos.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, rejeitou essas acusações e disse que o Ocidente é o culpado pela situação.

“Rejeitamos categoricamente essas acusações e, ao contrário, acusamos os países ocidentais de terem realizado várias ações ilegais que levaram a isso”, disse Peskov a repórteres.

“Eles (o Ocidente) precisam cancelar essas decisões ilegais que impedem o fretamento de navios, que impedem a exportação de grãos e assim por diante” para que os suprimentos possam ser retomados, afirmou Peskov.

A Rússia conquistou alguns dos maiores portos marítimos da Ucrânia e sua Marinha controla as principais rotas de transporte no Mar Negro, onde a colocação extensiva de minas explosivas tornou o transporte comercial perigoso. As sanções também dificultaram o acesso de exportadores russos a navios para transportar commodities para os mercados globais.

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é