@conecta_news

Kuroda diz que a inflação global crescente está entre desafios para BCs

O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta quarta-feira que um “salto global” da inflação está entre os principais desafios para os bancos centrais, o que provavelmente levará a diferentes respostas de política monetária de país para país.

O atual aumento da inflação é impulsionado tanto por restrições de oferta quanto por uma forte recuperação da demanda observada em alguns países após a crise induzida pela pandemia, disse Kuroda.

No Japão, a demanda reprimida das famílias e o crescimento dos salários foram modestos em comparação com os Estados Unidos e países europeus, disse ele.

“Dadas essas diferenças nos efeitos de oferta e demanda, a resposta apropriada da política monetária também será diferente entre os países”, disse Kuroda em discurso durante seminário acadêmico organizado pelo banco central japonês.

“Um desafio comum para cada país é determinar a magnitude e a persistência da pressão inflacionária.”

Outro desafio enfrentado pelos bancos centrais é o aumento do risco geopolítico desencadeado pela invasão russa da Ucrânia, que elevou os preços das commodities e levou a uma inflação mais alta em todo o mundo, disse Kuroda.

As mudanças estruturais trazidas pela pandemia, como a reorganização das cadeias de suprimentos e o aumento da desigualdade de renda, também podem afetar a taxa de crescimento potencial de uma economia e “ter implicações na eficácia da política monetária e nas respostas apropriadas”, disse Kuroda.

“Os bancos centrais devem, portanto, prestar muita atenção às mudanças na estrutura econômica e seu potencial impacto nos preços e na economia real”, acrescentou.

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é