@conecta_news

Mercado Bitcoin demite funcionários, citando ‘cenário global adverso’

O grupo 2TM, controlador da Mercado Bitcoin, anunciou nesta quarta-feira a demissão de parte dos funcionários da corretora de criptomoedas, citando o cenário econômico global adverso.

“A mudança do panorama financeiro global, alta de juros e da inflação, vem tendo grande impacto nas empresas de base tecnológica”, afirmou o 2TM em comunicado, sem mencionar o número de demissões. Veículos de mídia local informaram que tratam-se de 90 cortes.

Questionada sobre o tamanho do corte de pessoal citado pela imprensa, a empresa não se manifestou.

“Assim, o cenário exigiu ajustes que vão além da redução de despesas operacionais, tornando-se necessário também o desligamento de parte de nossos colaboradores, disse a empresa, afirmando que ofereceu um pacote de benefícios para apoiar os demitidos, incluindo ajuda para recolocação no mercado.

O anúncio acontece no momento de instabilidade no mercado de moedas digitais, com o bitcoin, a maior delas, enfrenta forte volatilidade, em linha com os mercados de ativos de risco, em meio a um cenário global de fraqueza econômica, elevada inflação e aumento de juros.

Em 2022 até agora, o bitcoin acumula desvalorização de 35%.

Foi uma deterioração rápida desde que o 2TM recebeu um aporte de 200 milhões de dólares do SoftBank em julho passado, que avaliou o Mercado Bitcoin em 2,1 bilhões de dólares.

O caso do Mercado Bitcoin é o mais recente de uma série de startups brasileiras que formaram bases milionárias de clientes nos últimos anos, processo acelerado durante a pandemia de Covid-19, montadas em volumes crescentes de investidores de capital de risco.

Nas últimas semanas, os portais imobiliários QuintoAndar e Loft e o hipermercado digital de compras coletivas Facily demitiram em conjunto cerca de 350 funcionários, também alegando a necessidade de refazerem planos de crescimento diante de um cenário econômico mais hostil.

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é