@conecta_news

“Prestem mais atenção”, diz cofundador da Ethereum sobre crash das criptomoedas

O cofundador da Ethereum, Gavin Wood, disse que os investidores em criptomoedas precisam estar mais cientes do que está apoiando seus investimentos após uma debandada no mercado que eliminou mais de 800 bilhões de dólares de seu valor.

“Espero que as pessoas prestem mais atenção ao que está representando mal o nome da moeda quando se envolvem em uma economia de comunidade, ecossistema”, disse Wood à Reuters durante o Fórum Econômico Mundial de Davos.

As empresas de criptomoedas e blockchain ocuparam os holofotes na reunião deste ano de líderes empresariais e políticos, apesar do mercado ter desvalorizado nas semanas que antecederam o evento, com a oitava maior criptomoeda Luna se tornando praticamente sem valor.

Wood estava participando pela primeira vez para falar sobre uma nova parceria entre seu projeto blockchain Polkadot com o Projeto Liberty do bilionário norte-americano Frank McCourt.

Blockchains são como registros públicos que mantêm históricos de transações em redes de computadores e, juntamente com criptomoedas, são amplamente não regulamentados.

“A internet não tem um conceito real de legalidade, porque legalidade é algo que é determinado por nações soberanas”, disse Wood em entrevista.

A nova parceria visa descentralizar o controle da web e dar aos usuários mais controle de seus dados, disse Wood.

“A tecnologia não pode evitar que as pessoas cometam erros, mas pode ajudar aqueles que querem entender melhor os fatos do mundo, o que estão comprando”, disse Wood.

O homem de 42 anos, que também cunhou o termo Web3, também fundou a Web3 Foundation, que apoia a reorganização da web de grandes empresas, como a Alphabet, proprietária do Google, para usuários individuais.

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é