@conecta_news

São Paulo Futebol Clube e Bitso vão aceitar criptomoedas na venda de ingressos

O São Paulo Futebol Clube e a Bitso, corretora cripto, anunciaram que os membros do programa Sócio Torcedor do clube agora podem comprar ingressos para os jogos, utilizando criptomoedas. A iniciativa torna o São Paulo o primeiro time do Brasil a aceitar criptomoedas como pagamento na compra de ingressos.

A parceria entre a Bitso e o SPFC teve início em janeiro deste ano, com o anúncio de que a corretora patrocinará o clube por 3 anos. A nova opção de pagamento está disponível para todos os jogos em que o São Paulo for mandante, seja no Morumbi ou em outro estádio.

Neste primeiro momento, a opção é exclusiva aos sócios-torcedores cadastrados e que já tenham recebido a carteirinha de membro do programa. A expectativa é que, em breve, o acesso seja ampliado aos demais torcedores.

Para realizar a compra do ingresso com criptomoedas, o sócio torcedor deve seguir o processo usual de compras pelo site da Total Acesso, fazer o registro como membro ST e selecionar a opção de pagamento com criptomoedas.

O pagamento pode ser feito com Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH), Ethereum (ETH), Wrapped Bitcoin (WBTC), Litecoin (LTC), Dogecoin (DOGE), Shiba Inu (SHIB) além de cinco stablecoins lastreadas ao dólar (GUSD, USDC, USDP, DAI e BUSD).

Também é possível realizar o processo através da plataforma da própria Bitso.

Ingressos já estavam nos planos do São Paulo e da Bitso
Antônio Mota, diretor de marketing da Bitso no Brasil, afirma que abrir aos torcedores do São Paulo a possibilidade de comprar ingressos para as partidas do “seu time do coração” com criptomoedas era um dos objetivos principais da corretora desde o início da parceria com o clube.

“Poder disponibilizar esse serviço pela primeira vez no Brasil representa um passo importante na missão da Bitso de tornar as criptomoedas mais acessíveis e úteis no cotidiano das pessoas, promovendo mais liberdade e inclusão financeira aos brasileiros”, comenta.

A Bitso é também parceira do São Paulo na custódia e liquidação das receitas de vendas obtidas com criptoativos, segundo a corretora, contribuindo com segurança, liquidez e baixo custo para a gestão financeira do clube.

Para Eduardo Toni, diretor executivo de marketing do São Paulo, oferecer mais opções ao torcedor é um passo importante para tornar o Morumbi um estádio mais moderno e as criptomoedas mais acessíveis para todos.

“Estamos animados em lançar essa iniciativa pioneira e oferecer uma experiência inovadora aos são-paulinos. Estar ao lado da Bitso e ser o primeiro clube do Brasil a levar mais modernização, liberdade e acessibilidade aos torcedores, através das criptomoedas, nos enche de orgulho e alegria. O São Paulo sempre teve a inovação em seu DNA”, comenta Toni.

Fã Token do São Paulo em breve na Bitso
Em conversa com o Crypto Times, Thales Freitas, CEO da Bitso no Brasil, diz que a seleção dos criptoativos utilizados para pagar os ingressos foi feita em conjunto com um parceiro que facilita o pagamento, e foram escolhidas as principais.

“O torcedor escolheu pagar em bitcoin, que é o favorito, e vamos ver se os próximos vão comprar com Litecoin (LTC), Bitcoin Cash (BCH), Ether (ETH) e vamos adicionando mais opções em breve”, diz.

Freitas explica que a Bitso está trabalhando para, em breve, listar o fã token do São Paulo, mas não tem uma data certa ainda. “Espero que logo já esteja disponível para que os torcedores possam negociar”.

O CEO conclui dizendo que a Bitso tem no radar algumas iniciativas envolvendo NFTs: “Todos os tipos de iniciativa, envolvendo NFTs e mudanças estão em nosso ‘roadmap’. São ideias que a gente pretende explorar para melhorar o engajamento entre a torcida do São Paulo”, finaliza.

Primeiro são-paulino compra ingresso com Bitcoin (BTC)

Fábio Gloeden Brum foi o primeiro torcedor do Brasil a comprar o ingresso com cripto, e escolheu o Bitcoin (BTC) como forma de pagamento.

A fim de marcar o momento, Brum foi presenteado pela Bitso e pelo SPFC com um token não fungível (NFT) representando o primeiro ingresso do país comprado com bitcoin.

“Fiquei muito feliz quando soube que tinha sido o primeiro torcedor do Brasil a comprar ingresso com bitcoin e ter meu nome marcado na história do São Paulo e do futebol brasileiro. É uma honra poder participar de um momento histórico ao lado do meu time de coração, e agradeço imensamente à Bitso por proporcionar isso”, diz.

Ele conta que já tinha interesse em investir em criptomoedas e agora saber que pode não apenas obter rendimentos, como também usar essa facilidade em seu cotidiano para transações e pagamentos, o deixou “ainda mais empolgado para mergulhar a fundo no universo cripto”.

Brum contou ao Crypto Times que já era sócio-torcedor e costuma frequentar o estádio do Morumbi, e no momento que viu a função de comprar o ingresso com criptomoeda quis testar.

“Consegui comprar tranquilamente. O aplicativo da Bitso foi bem intuitivo, usei pelo método de geração de código e efetuei a compra. Foi bem interessante”, diz.

O torcedor conta que escolheu pagar em Bitcoin (BTC) por ser a criptomoeda “mais comum e conhecida” e já saber como utilizar ela.

Conforme conta Brum, ele já investia em criptomoeda antes mas havia encerrado sua posição há um tempo atrás, mas voltou a ter uma posição nos ativos recentemente devido a Bitso anunciar a parceria com São Paulo.

Fonte: Money Times

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é