@conecta_news

Twitter responde Musk e diz que não violou nenhuma obrigação do acordo

O Twitter (TWTR) rebateu Elon Musk e acusou-o de violar “conscientemente” o acordo para compra da rede social, dias depois que o bilionário anunciou sua saída do negócio de 44 bilhões de dólares.

Em uma carta enviada a Musk, datada de domingo e protocolada a reguladores na segunda-feira, o Twitter disse que não violou suas obrigações dentro do acordo, conforme indicou Musk na sexta-feira para encerrar o acerto entre as partes.

“O Twitter exige que o Sr. Musk e suas outras partes cumpram as obrigações sob o acordo, incluindo obrigações de usar seus respectivos e razoáveis esforços ​​para consumar e tornar efetivas as transações contempladas pelo acordo”, disse a carta.

A empresa planeja processar Musk para forçá-lo a concluir o acordo, uma ameaça da qual ele zombou na segunda-feira, quando publicou uma série de tuítes em tom de piada sobre a sinalização da rede social.

As ações do Twitter (TWTR) caíram 11,3% na segunda-feira, a 32,65 dólares cada, um desconto de 40% em relação à oferta enviada por Musk, de 54,20 dólares. A queda da véspera foi a maior um dia em mais de 14 meses.

Nesta terça-feira, as ações da rede social avançavam 1,9% na abertura.

Especialistas jurídicos dizem que a rede social tem um caso sólido contra Musk, mas pode optar por uma renegociação ou acordo em vez de uma longa briga judicial.

Fonte: Reuters

Compartilhar:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Publicado por:

Últimas Notícias

Fique por dentro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Não enviamos spam, apenas informações relevantes.

Leia Mais

Postagens Relacionadas

Lula diz que pretende tornar permanente auxílio de R$ 600

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal Correio Braziliense publicada nesta terça-feira, que pretende tornar permanente o auxílio de 600 reais às famílias de baixa renda. “Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro

Congresso aprova R$ 202,5 milhões para recompor despesas de pessoal

O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei (PLN) 9/22, que abre crédito suplementar de R$ 202,5 milhões no Orçamento da União para recompor despesas primárias obrigatórias de pessoal e encargos de 17 órgãos federais. A proposta segue para sanção presidencial. Os recursos vêm de superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021, do cancelamento

PepsiCo diz que salgadinhos e bebidas podem ficar mais caros

A PepsiCo elevou a projeção de receita para 12 meses nesta terça-feira e disse que pode aumentar ainda mais os preços nos próximos meses, com a companhia vendo pouco impacto na demanda por seus refrigerantes e salgadinhos, apesar da inflação mais alta em décadas. Por volta de 11h, as ações da empresa subiam 0,4%, para

Congresso aprova crédito extraordinário de R$ 1,2 bi para Plano Safra 2022/23

O Congresso aprovou nesta terça-feira, 12, a abertura de crédito suplementar de R$ 1,2 bilhão para linhas do Plano Safra 2022/2023 com taxas de juros equalizadas pelo Tesouro. O projeto vai agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os recursos para a linhas de crédito do Plano Safra virão da reserva de contingência, que é